Eu tenho falado que eu sou uma guia Blue Badge, mas é preciso explicar o que isso significa, certo?

O Blue Badge (literalmente, significa “medalha azul”) é um programa de treinamento de guias de turismo que habilita-os a fazerem tours por toda a cidade de Londres, bem como arredores (o que inclui bate e volta a cidades como Bath, Oxford, Salisbury, Canterbury, Windsor e a lugares históricos como Stonehenge).

É também o nível de certificação mais alto da Inglaterra e o único que permite que estes guias possam entrar e guiar em atrações oficiais como o Castelo de Windsor, o Palácio de Kensington, o bunker de Winston Churchill, a Torre de Londres e a Abadia de Westminster, por exemplo.

Quem se forma com essa qualificação usa um distintivo (“badge”) como esse aí embaixo.

Image result for blue badge guide

Para ser guia em Londres tem que ter esse badge?

Não, há muitos guias sem a certificação e que trabalham aqui.

Mas o diferencial é que os guias que possuem essa credencial precisam passar por um programa de treinamento que leva 1 ano e 8 meses, e que envolve aulas aprofundadas em História, Arquitetura, Monarquia, Economia, Finanças, Leis inglesas, Educação, Arte, Literatura, Moda, Gastronomia, Ciências… bem como um aprofundado conhecimento em diferentes atrações que são populares entre turistas: o National Gallery, o Museu Britânico, a Torre de Londres, entre outros.

E por terem esse conhecimento, os guias Blue Badge é que são os únicos autorizados a guiarem dentro dessas atrações oficiais. Por isso que se você quiser um passeio guiado e aprofundado dentro dessas atrações (e que é bem mais legal que um audio-guia!), você precisa de um guia Blue Badge! 😉

Quais são as vantagens, na prática, de fazer um tour com um Guia Blue Badge?

  • Tour que é uma aula de verdade! Você estará acompanhado de uma guia com um extenso conhecimento sobre diferentes aspectos de história, arquitetura, artes, literatura, bem como treinamentos em cada um desses locais, para poder oferecer a melhor experiência de viagem possível.
  • Únicos com privilégios exclusivos para guiar nas atrações oficiais: São os únicos guias autorizados a guiar dentro de atrações oficiais, como a Torre de Londres, a Abadia de Westminster, o Castelo de Windsor e muitas outras atrações oficiais!
  • Fure filas: Ah, quem tiver com um guia Blue Badge pode furar fila na entrada de algumas atrações – isso é uma mão na roda especialmente no verão, quando filas para entrar podem chegar a 1 hora e meia!!
  • Treinamento em acessibilidade e primeiros socorros: Como guia Blue Badge, eu recebi treinamento de Primeiros Socorros e de acessibilidade, conhecendo caminhos e procedimentos para tornar mais confortável a viagem de qualquer pessoa que seja portadora de alguma necessidade especial.
  • Guias segurados: Os guias Blue Badge fazem parte de uma associação de guias turísticos e por isso dispõem de um seguro para os profissionais da classe. Isso significa que, sim, quem viaja conosco é responsável pela sua própria segurança, mas que vamos sempre indicar a forma mais segura de se locomover pela cidade, porque isso é uma prioridade para nós.
  • Guias especialistas: Muitos dos guias Blue Badge são especializados em assuntos: arte, II Guerra Mundial, mercado financeiro… Eu sou especializada em História da Inglaterra, metrô e tours para crianças! 😉
  • Sabemos tudo das praticalidades: Por fim, os guias Blue Badge são treinados com especialistas do mercado e sabem não só o conteúdo referente à história de um lugar, mas também as praticalidades de se visitar uma determinada atração, como por exemplo qual o melhor horário, de onde tirar a melhor foto, quais as paradas estratégicas do banheiro… entre outras coisas.
Foto de um dos nossos treinamentos em Stonehenge com uma especialista na região, e que nos explica (através de maquetes e outros recursos, questões específicas de arqueologia e antropologia. O tour acaba saindo muito mais completo! Crédito da Foto: Patrick Ding (colega de turma!)

Como é o treinamento de um Blue Badge?

O processo todo leva praticamente dois anos, sendo um ano e meio de muito, mas muito estudo mesmo.

É preciso passar em uma prova de seleção, quepor si só já é bastante, bastante difícil. Passando nesse primeiro processo, há uma entrevista de avaliação. Eu lembro que fiz a minha de frente para uma banca de avaliação – me senti de volta na época da faculdade, quando tive que defender o meu projeto final de monografia!

Uma vez que a gente é selecionado, o curso começa efetivamente nos meses de setembro, e daí dura 1 ano e 6 meses, mais ou menos, até a última prova de avaliação.

Foto da minha turma em um dos nossos treinamentos práticas no Observatório Real de Greenwich (eu sou a de amarelo, obviamente!). Repare na linha do meridiano de Greenwich, no chão ao centro da foto! Crédito da Foto: Aaron Hunter (colega de classe!)

As aulas são em formato de palestras e visitas in loco, onde conhecemos a fundo cada lugar que vamos visitar. E não só isso: temos aulas de comunicação, de primeiros socorros, de acessibilidade (que incluir andar com uma cadeira de rodas para sentirmos na pele um pouco da realidade dos nossos visitantes), aulas de uso da voz, postura… Tudo para nos ajudar a guiar e a passar conhecimento de uma forma segura, clara e divertida!

O interessante é que cada uma dessas aulas é dada por um especialista na área (que pode ser um guia Blue Badge também, ou não) com décadas de experiência. Isso tem feito toda a diferença: tenho saído de aulas tão interessantes que me fazem sair coma  cabeça rodando. Uma das mais fantásticas que tive foi com um professor que História do Teatro, em que cheguei esperando nada e morrendo de sono, e saí sem piscar – tanto que escrevi um post dividindo o que aprendi na aula. Outra ocasião foi uma aula sobre agronomia (e que eu tinha certeza de que ia viajar na batatinha!). O professor em questão trabalhava há 20 anos diretamente junto a fazendeiros, e nos deu uma verdadeira aula sobre o funcionamento das fazendas atuais e o perigoso impacto que a economia (e o Brexit) já está fazendo nos produtores e de quebra, nos nossos alimentos. Uma aula de abrir a cabeça, os conceitos, os olhos, as perspectivas.

Por fim, para se formar, é preciso passar em uma série de 11 exames (super difíceis!) para poderem conseguir o badge. Mas o esforço compensa: saímos capazes de proporcionar um passeio que transborde conhecimento!

Quem costuma contratar guias Blue Badge?

Todo mundo: famílias, grupos, universidades, e especialmente grandes empresas.

Por serem os guias com a credencial mais alta do Reino Unido, em geral são os contratados pela maioria das agências que oferecem tours no país, assim como grandes empresas, instituições e órgãos do governo. Eu já prestei guiei grupos enviados pelo Visit Britain e pelo Foreign Commonwealth Office (o departamento de relações internacionais do Reino Unido).

E, claro, já guiei famílias lindas de brasileiros e portugueses – veja alguns dos depoimentos aqui! 

Podem ter certeza: vocês estarão em ótimas mãos, e vai ser um prazer mostrar Londres para vocês! 😉

Onde os guias Blue Badge costumam fazer passeios?

Em Londres inteira e várias cidades próximas – veja mais aqui as nossas opções de tour!

Ah, e este vídeo abaixo mostra um pouco sobre locais que nós guiamos (e em vários idiomas!)

[/vc_column_text][vc_video link=”https://www.youtube.com/watch?v=fXm-faiku4U”]

GOSTOU? DEIXE SEU FEEDBACK!

Por favor, deixe o seu comentário! :)
Por favor, escreva seu nome aqui