Chá da tarde oferecido no Connaught Hotel, em Mayfair

Não tem dúvida que o chá da tarde é, provavelmente, a tradição inglesa que mais ganhou fama pelo mundo. Mas essa tradição – assim como as melhores tradições relacionadas a comida que a gente conhece – começou por um motivo muito simples.

Fome. Simples assim. Especialmente aquela fome que bate na gente no final da tarde (quem nunca?). 😉

Só que, no caso, essa pessoa com fome se chamava Anna, era Duquesa de Bedford e amiga da Rainha Victoria. Isso aconteceu por volta de 1840, e naquela época a tradição e os bons costumes ditavam que o almoço deveria servido ao meio dia e o jantar apenas às 20:00.

Isso deixava uma enorme lacuna entre uma refeição e outra e a Duquesa, que era gente como a gente, ficava por fome. Mais especificamente, por volta das 16 horas da tarde.

Anna Maria, Duquesa de Bedford (imagem de domínio público)

Vale dizer que o chá (a bebida) já era queridinho na Inglaterra há um tempo – desde meados de 1665. Quem havia introduzido a novidade foi uma rainha portuguesa, Catarina de Bragança, que foi casada com o rei inglês Carlos II. Ela trouxe com ela sua corte portuguesa e o hábito de tomar chá, na época era trazido da Índia pela marinha portuguesa.

O gosto pela bebida pegou, mas só iria se popularizar mesmo com o avanço do Império Britânico, quando os navios ingleses trariam chá da Índia, porcelanas da China e açúcar da Jamaica. Servir o chá era como ter um pedacinho do mundo em cada mesa inglesa.

Rainha Catarina de Bragança

Mas voltemos à Anna, coitada, que deixamos com fome, no meio da tarde, em sua mansão maravilhosa, quase 200 anos depois da Catarina. Não dava para aguentar até o jantar só tomando chá.

Então ela teve a idéia de pedir aos seus criados que servissem uma bandeja com chá, alguns sanduíches leves e um pequeno bolo – uma leve refeição que fosse o suficiente para matar a fome, mas sem comprometer o apetite para o jantar mais tarde.

Inicialmente a refeição era servida só para ela, mas com o tempo as amigas começaram a ser convidades e a curtir a idéia (afinal, lanchar entre amigas é sempre mais gostoso!). Foi a partir daí que a idéia se alastrou para a alta roda da sociedade, e o chá da tarde virou o que é hoje: mais que uma refeição, um evento social.

Hoje o chá da tarde é servido em várias versões: a mais simples, com chá e scones (uma espécie de bolinhos, nas versões com e sem passas, servidos com creme e geléia), até o chá completo, com docinhos e sanduíches, e uma taça de champagne opcional para acompanhar (afinal, evento social que se preze tem que ter brinde, né?).

Mas há versões temáticas, como o chá da tarde do Chapeleiro Maluco, ou o Chá do Berkeley Hotel, totalmente inspirado na coleção que for destaque nas passarelas da London Fashion Week (a maravilhosa da Mari Campos deu a dica aqui).

Chá da tarde do Chapeleiro Maluco, no Sanderson Hotel. Quer louça mais linda?

Há vários chás da tarde aqui em Londres para você se aventurar, e para todos os gostos e bolsos. Se quiser saber algumas dicas bacanas de onde ir, dá uma olhada neste post, onde eu também escrevi algumas lições que eu aprendi sobre o chá da tarde – mais especificamente, o que comer, e em que ordem!

**********************************************************************

Faça um tour conosco – veja os tours que oferecemos aqui, tanto em Londres como nos arredores, e veja os depoimentos de quem já fez tour conosco!

GOSTOU? DEIXE SEU FEEDBACK!

Por favor, deixe o seu comentário! :)
Por favor, escreva seu nome aqui